Como ganhar dinheiro na internet: 12 dicas

Tempo de leitura: 19 min

Escrito por Cristian Pessoa - Marketing PRÓ Afiliado

Conquistar a independência financeira sem sair de casa é um desejo de muitos brasileiros. Especialmente durante a pandemia, muitas pessoas têm refletido sobre a qualidade de vida aliada à profissão e se questionam: como ganhar dinheiro na internet?

Felizmente, a Internet oferece uma série de possibilidades para tornar esse sonho realidade. A verdade é que tem, sim, como ganhar dinheiro na Internet empreendendo com ferramentas e habilidades que você já possui.

Neste texto, você vai descobrir as melhores formas de ganhar dinheiro online.

Mas antes de continuar, quero te fazer uma pergunta!! Você está cansado de tentar fazer venda e não conseguir uma sequer?

Faria alguma diferença na sua vida R$ 3.000,00 a mais na sua conta todos os meses?

Tenho certeza que com esse dinheiro a mais, você finalmente iria conseguir realizar os maiores sonhos da sua vida!

Imagina você com sua tão sonhada casa própria, ou um carro novo em folha, quem sabe sair mais com sua família e poder dar tudo que ela realmente merece… Eu sei, a mente vai a mil, esses também eram meus maiores objetivos quando iniciei no Marketing Digital!!

Eu falei R$ 3.000,00 aqui em cima né? Mas eu te garanto que se seguir as aulas passo a passo, você vai fazer esses mesmos 3 mil em apenas 1 dia!

Sabe por quê eu garanto? Pois foi graças a esse curso que saí de zero vendas para faturar mais de 100 mil reais por mês em menos de 1 ano!! Além disso, você tem 7 dias de graça, isso mesmo, se em 7 dias não tiver nenhum resultado, devolvemos todo seu dinheiro!

Tá esperando o que? Não deixe mais uma oportunidade passar direto por você!

Chegou a hora de mudar de vida e conquistar seus sonhos!!

Veja o vídeo e clique no botão abaixo para ter acesso ao Treinamento que mais formou Top Afiliados no Marketing Digital!

 

O crescimento do empreendedorismo digital no Brasil

É certo que a atividade empreendedora, de um modo geral, vem crescendo muito no país nos últimos anos.

Segundo a pesquisa “Empreendedorismo no Brasil – Relatório executivo 2018“, do IBPQ, Sebrae e UFPR, a taxa de empreendedorismo total (TTE) foi de 38% em território brasileiro no ano de 2018.

Isso não é diferente no ambiente online. Um relatório da MarketsandMarkets, por exemplo, mostra que o mercado de transformação digital já em 2018 foi avaliado em US$ 290 bilhões e estimado a atingir US$ 665 bilhões em 2023, com uma taxa de crescimento anual composta (CAGR) de 18,1% no período previsto.

Já a pesquisa Panorama de Negócios Digitais Brasil 2020, conduzida pela HeroSpark, apontou 2020 como o ano do empreendedorismo digital, com tendência de crescimento para os próximos anos.

Dos entrevistados pelo estudo, 62% relataram que seus empreendimentos eram usados como uma forma de complementar a renda.

Porém, um dado interessante é que quase metade dos participantes da pesquisa com mais de um ano de negócio já tinham o empreendimento digital como principal fonte de renda.

Não dá para negar a grande influência da pandemia nesse processo de acirramento da expansão do comércio virtual.

Em comparação a 2019, o mercado online cresceu 40,7%, atingindo 1,3 milhões de lojas virtuais, de acordo com levantamento feito pela empresa de carteiras digitais PayPal Brasil e pela consultoria de pesquisas BigData Corp.

Não restam dúvidas do quão vantajoso pode ser esse mercado e, com certeza, ficar de fora dele não é uma boa escolha.

Por isso, separamos 12 opções de negócios digitais para apostar, além de ótimas dicas como impulsioná-los para começar a ganhar dinheiro online, no conforto da sua casa e com o mínimo de investimento.

O investimento é o primeiro passo

Não comece um negócio se você não tem dinheiro para arcar com todos os custos envolvidos. Um caso comum é as pessoas quererem começar um negócio por terem perdido a sua fonte de renda principal.

Elas foram demitidas no trabalho, os inquilinos dos seus apartamentos pararam de pagar aluguel ou precisaram sair da casa dos pais.

Porém, é preciso ter em mente que negócios levam tempo pra amadurecer até finalmente começarem a gerar lucro.

Como empregados, nós somos contratados num dia e no mês seguinte o dinheiro já cai na nossa conta.

Com um negócio, pode levar 6 meses, 1 ano, 2 anos ou até mais, até que essa seja sua fonte de renda principal e você comece a ganhar dinheiro.

Criar um negócio jamais deve ser uma solução para você começar a ganhar dinheiro rápido.

Lembre-se de que ninguém “ganha”, mas sim conquista. Além disso, existe um leque de detalhes que precisa ser analisado para abrir um negócio, como o seu público-alvo, seus produtos e vários outros.

Se você tiver uma economia guardada suficiente para garantir a sua subsistência e ainda manter o negócio rodando, a história já é outra.

A grande vantagem de criar um negócio digital é poder investir muito menos do que investiria em um negócio físico.

Mas, antes de conhecer cada uma das opções, recomendamos que assista ao vídeo abaixo, sobre como transformar conhecimento em renda:

Como ganhar dinheiro na internet: 12 dicas de atividades 

1. Afiliados

Afiliados são pessoas com conhecimentos de marketing digital que trabalham divulgando produtos de terceiros e, em troca, recebem uma comissão a cada venda realizada. O marketing de afiliados é uma atividade que vem ganhando muito espaço em nosso país.

A cada dia que passa, mais pessoas estão conhecendo e se apaixonando por todas as vantagens que esse negócio oferece. Inclusive, já existem eventos, como o Afiliados Brasil, desenvolvidos exclusivamente para pessoas que atuam nesse ramo.

No marketing de afiliados, o investimento é praticamente zero. Isso porque o afiliado não precisa gastar dinheiro criando um produto, armazenando mercadorias, pagando funcionários e alugando um espaço físico.

Dependendo do programa de afiliados escolhido, as comissões podem chegar a até 80% do valor total do produto. Logo, o lucro para quem o vende é altíssimo. Como o investimento inicial é muito baixo, praticamente todos os ganhos são considerados lucro.

Obviamente, quanto mais tempo investido, maior o retorno. Porém, os afiliados não precisam passar 24 horas na frente do computador. As plataformas de afiliação fazem todo o processo de pagamento e entrega: a preocupação do afiliado é só com a divulgação.

Outra vantagem desse mercado é a garantia de que os produtores não irão cobrar resultados específicos. Logo, o afiliado é chefe e funcionário ao mesmo tempo. Ele tem a liberdade de escolher seus horários e os seus métodos.

Atualmente, existem muitos programas de afiliados disponíveis para quem deseja atuar nesse ramo, como a Amazon e o Magalu.

Programa de Associados da Amazon

O Programa de Associados da Amazon é um programa que permite que donos de sites criem links para divulgar produtos da Amazon em suas páginas. Assim como nos outros programas de afiliados existentes, sempre que alguém comprar a partir desses links, o afiliado receberá uma comissão.

O cadastro no programa é totalmente gratuito e as ferramentas são muito fáceis de usar. Os afiliados podem receber até 15% do valor do produto como compensação por alugar um espaço publicitário à Amazon.

Magazine Você

O Magazine Você é o programa de afiliados da Magazine Luiza. Com ele, os vendedores cadastrados montam uma loja virtual com produtos vendidos pela empresa e por seus parceiros.

Quando o afiliado faz o cadastro no Magazine Você, ele cria uma loja virtual com produtos a sua escolha e divulga para seus amigos e contatos. Assim, a cada venda fechada pelos seus links, ele ganha uma comissão que varia entre 1% e 12%.

Dessa forma, a empresa amplia o alcance dos produtos que estão em seu ecommerce e, ao mesmo tempo, contribui para que o afiliado tenha uma nova renda.

2. Anúncios 

Uma outra forma de ganhar dinheiro na internet é criando anúncios para marcas em seus canais digitais. As alternativas mais comuns são: por meio de posts patrocinados (os famosos #publis) e por meio do Google AdSense. 

A primeira opção consiste em empresas que pagam para o dono do site criar um conteúdo personalizado que vai ao encontro dos ideais da empresa.

Já a segunda opção é uma ferramenta gratuita do Google. O AdSense permite a exposição de banners dentro do site em questão e, de acordo com os cliques e acessos ao site, o Google efetua pagamentos para o dono da página.

O Google AdSense também funciona para anúncios veiculados em vídeos disponíveis no YouTube. Os pagamentos podem ser feitos por visualizações no vídeo ou por cliques no anúncio em questão.

Vale lembrar que o YouTube trabalha com o método de comissionamento CPM, ou seja, Custo Por Mil. A comissão só é paga a cada 1000 cliques ou visualizações.

3. Consultorias 

Você é especialista em alguma área? Trabalhou anos em um escritório de contabilidade e entende tudo de negócios? Ou, quem sabe, tem um método de leitura revolucionário e é autodidata? Músico? Advogado? Professor de línguas estrangeiras?

As possibilidades são infinitas, e você pode ganhar dinheiro extra oferecendo consultoria a pessoas menos experientes.

As redes sociais podem ajudar muito na divulgação do seu serviço, assim como a produção de conteúdo.

Quando uma pessoa é especialista em algo e consegue produzir conteúdos de qualidade, a audiência identifica uma autoridade no assunto e, assim, fica mais fácil divulgar um negócio.

De acordo com um levantamento feito pelo Sebrae-SP, a procura por consultorias à distância triplicou de 3,4 mil em 2019 para 10,5 mil em 2020.

Em 2019, 98 mil pessoas fizeram capacitações online do Sebrae. Já em 2020, o número saltou para 250 mil participantes, o que representa um aumento de 156%.

4. Freelancer

Com uma produção de conteúdo frenética e a necessidade de novos vídeos diariamente, muitos canais contratam freelancers para edição e roteiros. 

Além disso, grandes sites e portais contratam pessoas com boa escrita para produzir artigos. Alguns, inclusive, têm uma área exclusiva para freelancers. 

GetNinjas, 99freelas e Workana são apenas alguns dos sites para pessoas que buscam trabalhos como freelancer. Vale a pena fazer o cadastro em todos eles e ficar de olho nas oportunidades.

Outra vantagem é que, em geral, o processo para se tornar freelancer é relativamente simples, tanto para o próprio profissional quanto para empregadores.

o que é freelancer

5. Amazon FBA

Atualmente, a Amazon é a terceira maior empresa do mundo em valor de mercado e é um modelo brilhante.

O nome FBA significa Fulfilled By Amazon (realizado pela Amazon) e funciona da seguinte forma: você escolhe um produto para vender, cria um anúncio que será exibido no site da Amazon, e assim se torna um “intermediário” entre os compradores e os fornecedores. 

Ou seja: você não precisa ter um produto para vender. Talvez esteja se perguntando: como vou fazer isso, já que não possuo o produto?

O que você precisa fazer é buscar no Google ou no Alibaba fornecedores que fabricam aquilo que você quer revender.

É através desses fornecedores que você conseguirá comparar os produtos na quantidade ideal e por um bom preço.

Depois de você ter encontrado o fornecedor e ter negociado o preço e quantidade do produto, você pede para esse fornecedor enviar a sua ordem para o centro de estocagem da Amazon.

Assim, quando o produto chegar nessa central de estocagem, ele ficará disponível no anúncio que você criou na Amazon, fazendo com que possíveis clientes comecem a comprar de você.

O produto pode não estar com você, mas ele ainda é seu. Então, é você quem escolhe o preço de revenda do produto e a quantidade que será enviada para a central de estocagem da Amazon.

Esse é um modelo muito vantajoso para o pequeno empreendedor, porque não é necessário começar um ecommerce do zero. Além disso, essa é uma excelente maneira de ganhar dinheiro online. 

Outra vantagem desse modelo é que todo o trabalho que você teria com estocagem, empacotamento e despacho é feito pela plataforma. Afinal, quem envia os produtos para uma central de estocagem é o fornecedor. 

Logicamente, essa facilitação e comodidade envolve alguns custos. A Amazon cobra cerca de 15% de comissão sobre o lucro que você tiver com o produto, e mais 3 dólares pelo serviço de empacotamento, estocagem e despacho.

Ou seja, no final das contas, a maior preocupação que você tem é de realmente vender os produtos por um preço razoável para conseguir cobrir os custos. Além disso, você terá que:

  • Encontrar produtos que estejam em alta demanda;
  • Negociar bons preços com os fornecedores;
  • Aprender a utilizar o SEO para fazer com que seus produtos estejam bem estruturados na página de serviço da Amazon;
  • Repor o seu estoque.

6. Cursos online

 Outra forma de ganhar dinheiro online é através de cursos online. 

Os cursos online devem ser criados e distribuídos em formato de videoaula ou ebook. Você com certeza já deve ter visto anúncios de cursos no Facebook, no Instagram e nas propagandas do YouTube, certo?

Vamos supor que você é apaixonado por culinária. Você gosta de cozinhar e, por isso, decidiu montar um curso ensinando iniciantes a arte da cozinha. A partir dessa ideia, você pode criar um site próprio para disponibilizar o seu curso e usar tráfego pago ou gratuito para divulgá-lo.

Outra opção é disponibilizar o seu curso em uma plataforma digital que já existe.

Se elas encontrarem seus anúncios, podem ter interesse em pagar para ter acesso ao seu material. Por isso, é importante investir, também, em um bom planejamento de marketing para divulgar o lançamento do seu curso.

O curso online é, provavelmente, um dos modelos mais rentáveis que existem para ganhar dinheiro online. Isso porque você produz o conteúdo uma única vez e pode continuar conquistando novos alunos por muitos meses ou até anos.

E você pode fazer cursos de qualquer assunto, como:

  • Música;
  • Idiomas;
  • Culinária;
  • Exercícios;
  • Programação;
  • Redação;
  • Finanças;
  • Design gráfico e muito mais.

Basta ter conhecimento e dominar o assunto, fazendo com que as pessoas vejam em você uma autoridade que vai ensiná-las sobre um conteúdo e sobre como exercer determinadas tarefas.

7. Criar um canal no YouTube

Criar um canal no YouTube é uma forma de participar ativamente de uma das redes sociais mais populares do mundo.

O YouTube é o berço dos influenciadores digitais e, por isso, muitas pessoas acham que ele pode estar saturado, mas isso não é verdade. O que está acontecendo, na verdade, é o contrário.

Ainda há muito espaço para quem produz conteúdo de qualidade e se dedica à plataforma.

Existem duas formas principais de ganhar dinheiro com o YouTube: a primeira é por meio do Programa de Parcerias do YouTube, em que o canal recebe a cada mil novas visualizações em um vídeo.

A segunda é por meio de parcerias com marcas, para as quais você pode fazer vídeos fazendo publicidade para produtos e serviços.

8. Assistente virtual

Um assistente virtual tem funções semelhantes às de um assistente administrativo tradicional, tendo uma ampla variedade de áreas de atuação para escolher.

A diferença é que o assistente virtual trabalha diretamente da própria casa (ou de qualquer lugar que escolher) e pode ter muitos clientes, conforme o que conseguir dar conta.

Na área de administração e finanças, por exemplo, o assistente virtual pode auxiliar outro profissional ou empresa a responder e-mails, produzir relatórios e planilhas, controlar fluxo de caixa e emitir notas fiscais.

Mas esse é apenas um exemplo, porque um assistente virtual pode atuar em muitas outras áreas, como marketing e comunicação, desenvolvimento e software, SAC, etc.

9. E-books

O e-book é um dos formatos mais populares na produção de conteúdo. É um modelo simples de criar, distribuir e tem altas taxas de conversão

Se você for especialista em alguma área, você pode produzir um e-book sobre esse assunto, ensinando às pessoas teorias e técnicas que entreguem algum valor a elas. 

É importante que esse material esteja bem escrito, com dados bem apurados e com um design atrativo, que facilite a leitura.

Por isso, se você não tiver tanto domínio de design gráfico, uma opção é contratar um freelancer para realizar esse trabalho por você.

Também é preferível que o conteúdo esteja dividido em tópicos. Isso facilita tanto a escrita quanto a leitura do material.

Depois que seu e-book estiver pronto, você pode hospedá-lo.

Na plataforma, é possível criar páginas de vendas para seu e-book, criar funis de vendas, escrever e disparar emails marketing e muito mais.

A criação de e-books pode se tornar uma grande fonte de renda. Posteriormente, você pode ainda fazer parcerias com outros profissionais para colaborarem com a sua produção de conteúdo. 

E o melhor: dá para criar e-books do zero, apenas com o seu conhecimento e ferramentas gratuitas. 

Mas, ainda assim é necessário investir em captação de clientes para obter resultados mais rápidos.

10. Social Media

O profissional social media é um gerenciador de redes sociais. Seu trabalho é cuidar das contas de empresas e de outros profissionais.

Para isso, o social media deve produzir um conteúdo de qualidade, entender de copywriting, design, tráfego pago e de estratégias digitais.

Se você não tem conhecimento sobre todas essas áreas, também há a possibilidade de contratar outros profissionais freelancers para realizar serviços em algumas dessas áreas.

Dentre as funções do social media estão:

  • Divulgação de produtos de maneira criativa e diferenciada;
  • Venda de produtos através de lojas virtuais ou nas próprias redes sociais;
  • Promover o engajamento de seguidores, criando uma audiência alinhada;
  • Conquista de mais seguidores para as páginas,

Para atuar nesse ramo, é necessário conquistar clientes. Por isso, o trabalho de prospecção também é muito importante.

Conquistar novos clientes a partir do LinkedIn e de networking são algumas opções.

imagem de um celular com ícones de instagram, câmera, wordpress, entre outros possíveis canais de marketing

Como ganhar dinheiro na internet: 12 dicas

Outra ideia para ganhar dinheiro online é montar um blog.

Aqui não estamos falando apenas de blogs de moda, que muitas vezes são o ponto de partida dos influenciadores digitais, mas sim sobre verdadeiros canais consolidados sobre determinado nicho.

Para criar um blog, você pode escolher um nicho sobre o qual tem interesse – como marketing digital, por exemplo.

É importante que seja um assunto que você goste, para não acabar cansando do tema no meio do caminho.

Assim, você pode começar a produzir artigos de qualidade sobre o assunto, explorando as técnicas de SEO, para que os seus posts fiquem bem posicionados no Google. 

Estando bem posicionado, você terá mais acessos, o que faz com que o seu blog seja atrativo para marcas que desejem anunciar nele. Assim, você pode começar a vender publicidade em seu blog. 

Por exemplo, se o tema do blog for viagem, você pode fazer uma parceria com uma rede de hotéis; se o blog for sobre culinária, você pode fazer parceria com uma marca de alimentos e assim por diante.

Além disso, você também pode ganhar dinheiro por meio do Google Adsense, disponibilizando espaços para anúncios de empresas que pagam para o Google.

Quanto mais visualizações e cliques nos anúncios houver, mais você ganhará do Google.

Nesse caso, os valores não são tão significativos, mas é uma ótima alternativa para quem está começando.

Você também pode aproveitar seu blog para divulgar links de produtos nos quais você é afiliado ou pode criar um conteúdo premium que será entregue somente para assinantes.

No entanto, é importante esclarecer que é possível monetizar o blog apenas quando ele tiver audiência.

12. Gestão de SEO

SEO é a sigla em inglês para Search Engine Optimization, ou seja, otimização para motores de busca na internet. 

O gestor de SEO é alguém que domina as técnicas que compõem essa estratégia de marketing digital e as aplica para melhorar o tráfego orgânico no Google.

A tarefa desse profissional é revisar conteúdos prontos e adequá-los conforme as melhores técnicas de SEO ou mesmo produzir conteúdos de acordo com essas técnicas.

Assim como o social media, o gestor de SEO deve ter uma cartela de clientes ativos, que podem ser conquistados através de plataformas de freelancers, networking ou mesmo pelo Linkedin. 

Qual desses negócios é o melhor para investir?

A resposta é: depende.

Depende do tempo que você tem para se dedicar a essa tarefa, depende dos seus conhecimentos sobre ferramentas digitais e do dinheiro que você tem para investir no início.

Assim como tudo na vida, existe o caminho difícil e o menos difícil. Sim, é isso mesmo, não existe caminho fácil.

O marketing de afiliados, por exemplo, é uma atividade que exige pouquíssimo investimento. Por outro lado, o tempo gasto é relativamente alto.

Editores de vídeo que conseguirem dar um upgrade em sua máquina, com certeza poderão editar mais vídeos em menos tempo e, consequentemente, poderão aceitar mais trabalhos. Mas em contrapartida gastam muito mais. Por isso, não tem como dizer qual das opções é a melhor.

Você precisa analisar qual ou quais dessas ideias melhor se adaptam à sua rotina.

Com apenas alguns cliques, é possível encontrar relatos de diversas pessoas que obtiveram sucesso em todos esses segmentos.

Vantagens de vender na Internet 

Até aqui, acredito que você já está convencido de que o empreendedorismo digital pode ser muito vantajoso. Mas, ainda assim, há muito mais benefícios para listar. 

Como já dito anteriormente, é um mercado promissor, que cresce a cada dia, e oferece uma extensa gama de oportunidades e recursos para quem deseja se aventurar e abrir um negócio digital.

Você é o seu próprio chefe

Talvez, um dos pontos mais vantajosos para quem anseia por mais liberdade no trabalho é que, nesse ramo, você é o seu próprio chefe.

Você é quem decide quando, quanto e como vai trabalhar. Porém, também será você o único responsável pelas tarefas do seu dia a dia.

Mais flexibilidade e qualidade de vida

Abrir um negócio online também pode significar mais flexibilidade e qualidade de vida, pois permite que o empreendedor crie uma rotina mais adaptável e automatize tarefas.

Dessa forma, sobra mais tempo para curtir a família, cuidar da saúde física e mental e aproveitar a vida.

Maior área de atuação

Outra vantagem e, desta vez, financeira, é que com a Internet é possível expandir e muito a sua área de atuação.

É possível vender um produto ou serviço online para pessoas de diversas partes do mundo.

Menor trabalho de prospecção de clientes

Com um investimento bem aplicado na área de marketing, é possível ampliar significativamente o alcance e reconhecimento da sua marca, fazendo com que mais pessoas venham até você de forma orgânica.

Isso também implica, ao longo do tempo, em menos trabalho de prospecção de clientes.

Quanto preciso investir para ganhar dinheiro na internet?

Isso vai depender muito da escolha de negócio que você irá fazer e dos recursos que já tem.

Se você achou mais vantajoso trabalhar com produção de conteúdo, por exemplo, para isso terá que investir em um curso para aprimorar as técnicas de escrita, ou comprar um computador novo.

Pode ser que você tenha se interessado mais pelo negócio de afiliados, então um curso de vendas pode ser uma boa opção. 

Ou seja, vai depender muito da sua escolha de área para atuar na Internet.

Montar um empreendimento digital pode não implicar em custo zero, mas, com certeza, sai mais barato do que ter um negócio físico.

O investimento inicial para se ter um negócio online é infinitamente menor, e é possível dar “aquele start” de acordo com a sua realidade financeira.

Com um investimento de menor porte, por consequência, os lucros serão maiores. Esse é outro atrativo de ganhar dinheiro online.

E-book Gratuito
Como Criar Seu Negócio Online do Zero! Passo a Passo.

 

Este livro digital já foi baixado por mais de 1 milhão de pessoas. É o ponto de partida de centenas de histórias de sucesso na internet.
 
Nele você aprende em detalhes o que funciona hoje para ter seu negócio online, mesmo que você seja iniciante e não tenha conhecimento nenhum. 
100% livre de spam.

Você Leia também: também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário




Seja o primeiro a comentar!

UM ROBÔ QUE FAZ VENDAS PARA VOCÊ ENQUANTO DORME

NÃO SAIA SEM VER ISSO OU VOCÊ VAI PERDER A MAIOR OPORTUNIDADE DA SUA VIDA!!

AGORA VOCÊ PODE ALAVANCAR AS SUAS VENDAS OU COMEÇAR UM NEGÓCIO DO ZERO NA INTERNET

ATRAVÉS DE UM ROBÔ DE VENDAS QUE JÁ ESTÁ PRONTO PARA USAR

MESMO QUE VOCÊ NÃO TENHA UM PRODUTO.