Como precificar o seu produto digital?

Tempo de leitura: 11 min

Escrito por Cristian Pessoa - Marketing PRÓ Afiliado

Como precificar um produto digital?Como precificar um produto digital de forma que não prejudique a saúde financeira do seu negócio?

Se você busca formas de como ganhar dinheiro na internet, vender produtos digitais pode ser uma excelente opção.

É claro que, para sair na frente dos seus concorrentes, você precisa chegar ao preço ideal de um produto digital que você tenha interesse em vender, seja ele um um curso online ou um e-book, por exemplo.

É importante saber que é diferente precificar um produto digital e um produto físico. E, além disso, é essencial saber quanto o seu cliente vai poder pagar nele.

Neste artigo, você conhecerá em detalhes estas diferenças e aprenderá como precificar um produto digital!

O que você verá:

  • Fatores importantes para precificar um produto digital
    • Vendas
    • Audiência
    • Concorrentes
    • Entregue valor
  • 5 passos para precificar o seu produto
    • Calcule o custo da produção
    • Calcule a mão de obra
    • Respeite a margem de lucro
    • Entenda e conheça o markup e a margem de lucro
    • Faça uma pesquisa minuciosa sobre o seu mercado
  • Como vender mais e agregar valor?
    • Investimento em anúncios
  • A variável preço na precificação de produto digital
    • Giro do produto

Mas antes de continuar, quero te fazer algumas perguntas!!

Você está cansado de tentar fazer uma venda e não conseguir? Ou está cheio de contas para pagar mas não sabe de onde vai conseguir o dinheiro? Ou até está se perguntando como irá comprar a comida da próxima semana?

Então se você quer fazer sua 1° venda, ou até mesmo fazer várias vendas por dia quase no automático, eu trouxe a solução que muitos “especialistas do Marketing” escondem de você!

Essa solução se chama Robô Afiliado!

Veja esse vídeo e clique no botão abaixo para ter a ferramenta que mais vende no Marketing Digital!

Sem brincadeira! Esse Robô me fez sair de zero vendas para faturar mais de 100 mil reais por mês em apenas 8 meses, e o melhor, no piloto automático!!

Tá esperando o que? Não deixe mais uma oportunidade passar direto por você!

Chegou a hora de mudar de vida e conquistar seus sonhos!!

Fatores importantes para precificar um produto digital

Vendas

É difícil saber quantas unidades de um produto digital serão de fato vendidas. Portanto, o que você precisa saber é o seguinte: Qual é o valor que o meu produto entrega pro meu cliente?

Se você souber dizer isso, você começar com uma base de precificação. Essa base posteriormente será analisada à luz do seu público-alvo.

Audiência

Um dos passos mais importantes para precificar um produto digital é conhecer o seu público.

Por exemplo, não adianta nada você ter um curso online de finanças super completo e tentar vender para quem nem sabe o que é a poupança.

Ter um público segmentado vai te ajudar a como precificar um produto digital de uma maneira mais assertiva.

Além disso, é interessante entender como é a jornada desse cliente pelo seu funil de vendas, de modo a oferecer as melhores ofertas de valor em cada etapa.

Concorrentes

Ainda que seus concorrentes sirvam como uma base de qual caminho seguir, isso não vai determinar de fato como precificar o seu produto. Use-o como exemplo, mas não se prenda muito ao que sua concorrência entrega.

Entregue valor

É essencial que você primeiro entregue o verdadeiro valor do seu produto ao seu cliente. Só depois ele irá fazer um balanço com relação ao preço. 

Se você iniciar o processo de venda entregando o preço, isso pode fazer com que ele perca o interesse pelo produto antes mesmo de saber mais sobre ele. 

Esse produto vai transformar a vida do seu cliente? Foque nisso!

Não pense que colocando um preço muito baixo irá incentivar seu público a comprar. É quase o oposto: se seu preço for muito baixo, naturalmente seu público vai pensar que seu produto não tem nenhum valor.

O brasileiro, em especial, considera um produto de preço baixo, um produto ruim. Então, se você  entrega um produto com valor muito baixo, é como se você estivesse dizendo para o seu cliente: “olha, esse produto é baratinho, não entrega muito valor”.

Muitas pessoas têm medo de falar sobre o preço do produto e acabar afastando o cliente. Esse é o seu caso? Então é hora de começar a superar esse medo!

Ninguém pode ter vergonha de cobrar pelo valor que está entregando no seu produto. A dica é justamente mostrar ao cliente de que forma aquele produto vai ser a solução para o problema dele. As pessoas tendem a pagar por isso.

5 passos para precificar o seu produto

Até aqui, entendemos que o valor de um produto não pode ser tão alto a ponto de desestimular a compra, e nem tão baixo a ponto de não gerar lucros. Mas, como chegar ao equilíbrio?

Calcule o custo da produção

Para produzir o seu infoproduto, você usou um computador, uma câmera ou outros objetos? Sim, você deve calcular o custo desses produtos. É claro que você não vai calcular o valor total, mas deve estabelecer uma média do uso desses produtos pelo tempo de utilização.

Por exemplo: você levou 15 dias para produzi-lo? Tente chegar a uma média de valor que você pagaria para usar esse item por esse período de tempo.

Calcule a mão de obra

Agora, é preciso calcular as despesas da sua empresa, definindo gastos fixos e variáveis.

Gastos variáveis são aqueles que são esporádicos e dependem do volume de venda. Por exemplo: gastos com emissão de um boleto.

Gastos fixos são aqueles que devem ser pagos, não importando o valor do seu faturamento. Um exemplo é o valor que você paga para uma plataforma, o domínio, etc. 

Além disso, lembre-se de calcular o valor da sua mão de obra e das outras pessoas que estiverem envolvidas no desenvolvimento desse produto.

Respeite a margem de lucro

Se você quer que o seu negócio cresça, você precisa ter uma margem estabelecida.

Conhecemos como margem de lucro aquela porcentagem que é adicionada aos custos de um produto ou serviço. Essa soma forma o preço final desse produto, ou seja, o valor pelo qual o produto será comercializado. Sua função é otimizar vendas, gerando lucro para o negócio.

Caso você tenha definido um ganho de 30% sobre o custo de cada item, fique atento a isso na hora de precificar. Respeitar a margem é fundamental para que você possa evoluir e ver o seu negócio deslanchar.

Mas lembre-se: a margem não é o seu salário. O seu salário já deve estar incluso nos custos fixos. A margem de lucro é um valor que vai além disso.

Entenda e conheça o markup e a margem de lucro

Muitos empreendedores não sabem a diferença entre markup e margem de lucro.

A margem de lucro é a porcentagem que volta para o caixa quando os custos são pagos. Ou seja, é o valor que “sobra”.

Já o markup é o percentual aplicado aos produtos. Ou seja, o lucro que você deseja ter com cada produto.

Faça uma pesquisa minuciosa sobre o seu mercado

Se você já fez uma simples pesquisa no Google, provavelmente já deve ter visto alguma tabela de preços para seus produtos, certo? Mas você deve ir além disso!

Como citado anteriormente, você deve analisar os seus concorrentes. E, com essa pesquisa, você pode correr o risco de descobrir que o preço pelo qual você deseja vender é mais alto do que o que é oferecido no mercado.

Nesse momento, você deve analisar: é possível reduzir o valor de alguma forma, sem que isso prejudique custos e margem? Se a resposta for não, talvez esse não seja o melhor produto para a renda.

Mas calma. Não é hora de desistir. Você também pode optar por outras ideias, como: vender o seu curso pelo valor que deseja, mas adicionar alguma outra vantagem que faça o consumidor sentir que sairá ganhando no final das contas.

Você também pode diminuir a margem de lucro de um produto X e aumentar no Y e oferecer os dois juntos.

Como vender mais e agregar valor?

Quanto mais transformação você proporcionar ao seu cliente, mais preço seu produto vai poder ter. Essa é a proposta de valor da sua solução.  Se o cliente tivesse o poder de apertar o botão e aprender automaticamente como transformar sua vida através do seu produto, ele faria isso.

A solução é o primeiro ponto que o possível cliente observa, antes mesmo do preço. Se ele acreditar que terá a vida transformada, fará a compra – claro, considerando que o preço não esteja elevado em relação a outras possibilidade de transformação do mercado.

Mas e o gatilho de desconto? Sim, ele tende a trazer mais vendas para seu produto, desde que não seja usado em excesso.

A verdade é que nem sempre o motivo para uma venda não acontecer é o preço. Pode ser que existam alguns problemas na sua página. O vídeo pode não estar legal, as informações podem ser difíceis de entender, etc. Então, antes de pensar em mudar o preço do seu produto, avalie suas métricas.

Investimento em anúncios

Se você não está vendendo, talvez você precise caprichar mais nos seus anúncios. Às vezes, os resultados podem não estar chegando porque você está atraindo as pessoas erradas em suas campanhas.

Somente com um planejamento bem desenhado é possível entender o que você está errando e acertando em suas campanhas.

Aí sim, se você já testou tudo e percebe que ainda assim o seu produto não converte, talvez o seu problema seja preço.

Não importa o quanto custou pra você produzir o seu conteúdo. O que realmente importa é quanto o seu público pode e está disposto a pagar pelo seu produto. Então, a primeira coisa que você precisa considerar é o poder aquisitivo do público consumidor e as formas de pagamento que eles preferem.

Pesquise seu público-alvo e prepare sua plataforma e seu produto digital para essa realidade.

A variável preço na precificação de produto digital

O preço é um aspecto estratégico de qualquer negócio e pode ser a diferença entre o sucesso e a falência de uma empresa. Saber precificar os produtos é essencial para ter mais competitividade, margem de lucro e diferencial no mercado.

Definir um valor de venda adequado a um produto ou um serviço depende do equilíbrio entre o preço de mercado e o valor calculado em função dos custos da empresa.

Por isso, a precificação envolve diretamente a identificação de qual valor gera competitividade no mercado e lucratividade para o negócio.

Desse cálculo, o empresário deve considerar 2 aspectos básicos: o mercado externo e o financeiro interno. 

Fique atento, também, ao giro do seu produto, ou seja, o tempo que ele demora no estoque. Quanto menor, maior tende a ser sua margem de lucro.

Giro do produto

O giro do produto precisa ser suficiente para cobrir os gastos fixos das empresas, superando o ponto de equilíbrio a cada mês. Para isso, a sua margem de lucro multiplicada pelo giro deve ser igual ou superior às suas despesas fixas.

Observe o preço da concorrência e procure se diferenciar dos concorrentes, seja na apresentação do produto, no processo de venda ou na venda de kits, que podem até reduzir a sua margem de lucro, mas aumentam o ticket médio do cliente. 

A depender das expectativas do seu público o preço de venda dos seus produtos ou serviços pode ser ajustado. Observe se o que seu cliente busca é agilidade, visto que produtos e serviços entregues em menor tempo podem ser algo bastante valorizado.

Ou será que ele tem mais interesse em exclusividade? Nesse caso ele tende a ser menos sensível ao preço e você pode melhorar a sua margem com o valor de venda mais alto. E se a sua margem permitir, você pode entregar o combo agilidade e conforto para se diferenciar.

Existem diversas formas de vender o seu infoproduto sem precisar que o seu negócio passe por dificuldades. Basta planejar, estudar e ter criatividade!

Antes de finalizar, você sabia que desde 2021 é obrigatório ter uma Estrutura Própria para anunciar no Facebook?

Então se quiser ser um afiliado profissional, alavancar suas vendas e fazer pelo menos 2 mil reais usando anúncios, assista ao vídeo abaixo!

Então se você quer:

  • Automatizar suas vendas, fazendo com que o dinheiro caia na sua conta mesmo dormindo
  • Ser um top afiliado que faz de 100 a 500 vendas por mês
  • Alcançar um salário de pelo menos 10 mil reais mesmo que seja um iniciante
  • E ter tempo livre para viajar e trabalhar no horário que quiser

Primeiro você precisa ter sua própria estrutura!

Muitos afiliados iniciantes deixaram seu sonho de viver do marketing digital por causa das novas atualizações do facebook que exige a confirmação do próprio domínio para anunciar. Então quem estava despreparado, sem estrutura própria não conseguiu mais anunciar no facebook…

Mas esse problema acaba aqui, porque você terá sua estrutura própria para anunciar daqui em diante.

Clique no Botão Abaixo e garanta sua vaga nesse treinamento…

Ahh, e me siga no meu Instagram @cristianpessoamkt e aproveite meus conteúdos por lá também! Tem sempre novidades e você pode se inspirar para crescer o seu Instagram e aumentar suas vendas!

Compartilhe o Aplicativo com os seus amigos para me ajudar a crescer cada vez mais e trazer conteúdos ainda melhores para você.

Quer saber como acelerar o seu negócio através da internet? CLIQUE AQUI e assista ao vídeo que transformou minha vida e me fez ter a liberdade de viajar quando eu quiser, ajudar os meus pais e principalmente, realizar meus sonhos!.

E-book Gratuito
Como Criar Seu Negócio Online do Zero! Passo a Passo.

 

Este livro digital já foi baixado por mais de 1 milhão de pessoas. É o ponto de partida de centenas de histórias de sucesso na internet.
 
Nele você aprende em detalhes o que funciona hoje para ter seu negócio online, mesmo que você seja iniciante e não tenha conhecimento nenhum. 
100% livre de spam.

Você Leia também: também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário




Seja o primeiro a comentar!

UM ROBÔ QUE FAZ VENDAS PARA VOCÊ ENQUANTO DORME

NÃO SAIA SEM VER ISSO OU VOCÊ VAI PERDER A MAIOR OPORTUNIDADE DA SUA VIDA!!

AGORA VOCÊ PODE ALAVANCAR AS SUAS VENDAS OU COMEÇAR UM NEGÓCIO DO ZERO NA INTERNET

ATRAVÉS DE UM ROBÔ DE VENDAS QUE JÁ ESTÁ PRONTO PARA USAR

MESMO QUE VOCÊ NÃO TENHA UM PRODUTO.