Landing page: guia completo para vender mais com suas páginas

Tempo de leitura: 16 min

Escrito por Cristian Pessoa - Marketing PRÓ Afiliado

Landing page: guia completo para vender mais com suas páginasUma landing page de qualidade pode ser o que está faltando para o seu negócio atrair mais clientes. Afinal, ter boas páginas de captura e de venda influencia muito nas vendas!

Neste texto, você entenderá o que são landing pages, como criá-las de forma automática e como inserir as páginas na sua estratégia de marketing digital.

O que você verá:

  • O que é uma landing page?
  • Quais são os tipos de landing page?
    • 2. Página de agradecimento
    • 3. Página de vendas
  • Por que usar uma landing page?
    • 1. Lead Scoring
    • 2. Segmentação de contatos
    • 3. Redução no custo de aquisição de clientes
  • Como as landing pages apoiam estratégias de inbound marketing?
  • Como landing page e funil de venda se relacionam?
    • 1. Entrada no funil de vendas
    • 2. Meio do funil de vendas
    • 3. Fundo do funil de vendas
  • O que deve ter em uma landing page?
    • 1. Título
    • 2. Formulário
    • 3. Identidade visual da landing page
    • 4. Elementos visuais
    • 5. CTAs
    • 6. Conteúdo
    • 7. Texto da landing page
  • Qual o tamanho certo para uma landing page?
  • Como criar uma landing page que converte?
    • 1. Crie uma persona
    • 2. Não coloque links de saída
    • 3. Foque no problema do seu futuro lead
    • 4. Adicione um vídeo
  • Como funciona o SEO para landing page?
  • Como acompanhar as métricas de uma landing page?
    • 1. Taxa de conversão
    • 2. Taxa de rejeição
    • 3. Taxa de saída
    • 4. Taxa de cliques
    • 5. Custo por lead

Mas antes de continuar, quero te fazer algumas perguntas!!

Você está cansado de tentar fazer uma venda e não conseguir? Ou está cheio de contas para pagar mas não sabe de onde vai conseguir o dinheiro? Ou até está se perguntando como irá comprar a comida da próxima semana?

Pensando nisso eu trouxe a solução que muitos “especialistas do Marketing” escondem de você!

Essa solução se chama Robô Afiliado!

Veja esse vídeo e clique no botão abaixo para ter a ferramenta que mais vende no Marketing Digital!

Sem brincadeira! Esse Robô me fez sair de zero vendas para faturar mais de 100 mil reais por mês em apenas 8 meses, e o melhor, no piloto automático!!

Tá esperando o que? Não deixe mais uma oportunidade passar direto por você!

Chegou a hora de mudar de vida e conquistar seus sonhos!!

O que é uma landing page?

O termo “landing page” (ou LP) significa página de aterrissagem. São páginas totalmente focadas em alguma ação de conversão, como preencher um formulário ou fazer uma venda. Por isso, elas têm menos elementos que as páginas comuns dos sites. 

Quando você divulga algum produto, a LP deve ser a página de destino. Isso quer dizer que quando você faz algum anúncio de mídia paga, ou posta um story para vender um produto, o ideal é que você direcione o visitante para a landing page.

Isso porque cada texto ou imagem é pensado para conduzir o visitante a realizar alguma ação. Então fica mais fácil do seu potencial cliente conhecer mais sobre o seu produto e se convencer a comprar.

Veja um exemplo prático, a página de vendas do curso online Os Segredos do Churrasco:

Como a landing page tem foco total em conversão, todos os elementos devem apontar para isto. Quando não são botões direcionando para a compra, são textos e imagens para convencer de que é uma boa decisão. 

Para alcançar o objetivo, uma boa landing page deve ter estas características:

  • Textos, imagens e cores chamativas;
  • Mostrar os benefícios do produto com clareza;
  • Transmitir confiança;
  • Carregamento ágil;
  • Caso tenha formulários, eles devem ser os mais breves possíveis. 

Existem diferentes tipos de landing pages, dependendo do objetivo de conversão. Cada uma tem funções específicas dentro de estratégias de marketing e vendas. 

Quais são os tipos de landing page?

Existem vários formatos diferentes para landing page, cada uma com um objetivo diferente. Os mais comuns do mercado são a página de captura, para captação de leads; a página de agradecimento, para oferecer materiais gratuitos; e a página de vendas, que oferece diretamente um produto ou serviço.

 1. Página de captura

Uma página de captura é útil essencialmente para capturar o e-mail de um futuro cliente. 

É bem comum nesse tipo de landing page existir uma troca, onde você oferece, por exemplo, um material para download pelo e-mail do usuário interessado em tal material. 

Com isso você consegue um cliente potencial para a sua lista de e-mails e pode usá-lo para ofertar outros produtos. 

2. Página de agradecimento

A página de agradecimento é onde o material gratuito será oferecido. Deixe o link para download, agradeça pelo interesse e aproveite para divulgar suas redes sociais.

Você pode até aproveitar para oferecer outros conteúdos gratuitos e relacionados – neste caso, entregue direto, sem que a pessoa tenha que responder a outro formulário. 

Na mesma lógica, pode oferecer outros benefícios para quem acessar o material gratuito. 

Lembre-se apenas de não forçar muito a barra!

3. Página de vendas

Uma página de vendas oferece diretamente um produto ou serviço. O principal fator que atrai um possível comprador nesta página é o convencimento com soluções para o problema do cliente.

Logo, colocar um FAQ, depoimentos positivos de outros compradores e os benefícios do seu produto ou serviço, certamente irá te trazer mais chances de conseguir um comprador.

Este checklist te ajudará a entender melhor as diferenças:

Por que usar uma landing page?

O objetivo geral das páginas de vendas é conduzir o visitante a alguma ação, para assim aumentar a conversão. Os principais objetivos são aumentar o número de vendas, ou captar mais leads para o funil de vendas. Outras vantagens importantes são lead scoring, segmentação de contatos e redução no custo de aquisição de clientes. Entenda como funciona:

 

1. Lead Scoring

O lead scoring é uma forma de ranquear os leads de acordo com o potencial que eles têm de gerar vendas. 

Basicamente, quanto maior a pontuação do lead, mais próximo ele está de fechar um negócio. Logo, foque suas ações neles.

Por exemplo: quem se cadastra em seus formulários ou acessa uma página de vendas, ela potencialmente tem mais interesse do que aqueles que apenas te seguem no Instagram. 

O lead scoring deixa o trabalho do vendedor bem mais fácil, otimiza a conversão e constrói um bom histórico dos seus contatos.

 

2. Segmentação de contatos

Você pode criar diferentes listas de leads de acordo com as informações que coleta no formulário. 

Isto é útil para produtores que tenham vários produtos, ou personas diferentes. 

Distinguir estes perfis e produzir conteúdos específicos para cada um é importante para garantir que eles recebam as ofertas certas, no momento certo. 

3. Redução no custo de aquisição de clientes

A landing page é umas das estratégias de marketing digital existentes mais eficiente e barata, que buscam aumentar a geração de leads. 

Isso porque você consegue obter informações sobre os clientes de forma rápida e simples. Do mesmo modo, uma página de vendas permite que o cliente compre sozinho, sem a necessidade de ter acompanhamento de vendedores. 

Como as landing pages apoiam estratégias de inbound marketing?

homem olhando para uma parede branca com ícones de redes sociais e o texto inbound marketing escrito

Inbound marketing é um conjunto de estratégias para atrair clientes por meio da entrega de conteúdo gratuito e de grande valor

A ideia é estabelecer relações de confiança e atrair os clientes até a sua empresa.

Por exemplo, se você vende um curso de gastronomia, é ideal que o seu cliente encontre a sua empresa quando pesquisar no Google por “receitas fáceis de fazer”.

Isso é possível produzindo conteúdo de qualidade. Se você produzir um e-book gratuito com algumas receitas simples e pedir o e-mail da pessoa em troca, resolverá um problema real da audiência.

Você não terá nenhum retorno financeiro imediato, mas poderá enviar e-mails com mais conteúdo e ofertas para todos que baixarem o livro digital. 

E a chance de converter essas pessoas em clientes é muito maior do que ao fazer publicidade para alguém que nunca teve contato com a sua empresa.

Mas, para que essa estratégia dê certo, você precisa ter uma boa landing page e bons conteúdos. Eles devem ser atrativos, claros para o potencial cliente e resolver um problema real pelo qual eles estejam passando. 

Como landing page e funil de venda se relacionam?

O funil de vendas mostra a trajetória que uma pessoa faz até a hora de comprar. Normalmente, é dividida em três momentos:

  • Topo de funil: quando ela descoberta um problema e conhece uma marca.
  • Meio de funil: Quando considera fazer a compra e procura opções. 
  • Fundo de funil: quando pesquisa detalhes específicos sobre a opção escolhida e faz a compra.

A maioria das estratégias de marketing atuais procuram conduzir o cliente pelo funil. Ou seja, criar um relacionamento desde o momento que ele descobre o problema.

Para que a landing page ajude seus leads a avançarem no funil, você precisa ter páginas e conteúdos adequados para cada etapa da jornada de compra.

Na prática, significa produzir e-books para quem está tentando resolver algum problema específico; apresentar ofertas dos seus produtos pagos; realizar webinars para tirar dúvidas, entre outros. E as landing pages são fundamentais para apresentar esses conteúdos. 

Ou seja, conforme os leads avançarem, os conteúdos que eles recebem devem ser mais específicos.

Abaixo, apresentamos algumas dicas do que produzir para cada etapa. 

 

1. Entrada no funil de vendas

Para a entrada no funil de vendas, o ideal é produzir conteúdos atraentes, já que o principal objetivo é fazer os clientes potenciais descobrirem o seu produto.

No topo de funil, o conteúdo deve direcionar para as landing pages depois que você tiver solucionado o problema do visitante. 

Por exemplo, suponha que você tem um curso de finanças pessoais e alguém chega a você por ter pesquisado por “como economizar”. 

Solucione todas as dúvidas dela sobre o assunto, e em seguida direcione para uma página com um e-book gratuito com o tema “dicas práticas para construir a reserva de emergência”.

2. Meio do funil de vendas

 Já para o meio do funil de vendas, a ideia é oferecer conteúdos mais específicos. Os objetivos são:

  • oferecer mais informações sobre o seu negócio;
  • aumentar o tráfego das páginas da empresa;
  • responder possíveis objeções dos visitantes;
  • gerar mais leads;
  • direcionar as compras.

Estes são bons conteúdos para LPs de meio de funil:

  • E-books: aborde um tema com profundidade e mostre como sua empresa está relacionada, ou ajuda a resolver um obstáculo relacionado.
  • Checklists: dê um passo a passo para realizar uma tarefa complexa e mostre na prática como seu produto ajuda. 
  • Guias comparativos: compare diferentes plataformas e produtos disponíveis no mercado, incluindo vídeos de demonstração.

3. Fundo do funil de vendas

 Agora, já na última etapa do funil de vendas, use a LP para se apresentar como a empresa mais indicada a ajudar o visitante.

Já os conteúdos oferecidos podem mostrar a descrição de produtos, casos de sucesso, pesquisas de mercado e vídeos explicativos. 

 

O que deve ter em uma landing page?

A composição de uma landing page é um fator decisivo para a conversão dos seus leads. Portanto, ela precisa ter os elementos certos para atrair o público que deseja. São eles: título persuasivo, formulário curto (caso seja para captura de leads); identidade visual chamativa; chamadas par aação; conteúdo e ofertas de qualidade e relacionadas coma s necessidades do público-alvo.

 

1. Título

A maioria das pessoas muitas vezes lê apenas o título de uma matéria ou até mesmo de posts em redes sociais. Com as landing pages não é diferente. 

Por isso, o foco total no título. Pense sempre em passar com muita clareza e objetividade o que você quer divulgar, bem como frases persuasivas e impactantes que chamem bastante a atenção do público. 

2. Formulário

O formulário precisa ter perguntas claras e objetivas para não deixar dúvidas sobre o que deve ser respondido. Também faça o mínimo de perguntas para que o lead não perca o interesse por consequência da grande quantidade de dados que precisam ser preenchidos.

As perguntas primordiais são o nome e o e-mail, para conhecer a pessoa e manter contato com ela. Os outros dados devem ser definidos por meio de uma avaliação e pesquisa sobre o que o seu segmento de negócio exige.

3. Identidade visual da landing page

A identidade visual de deve ser minimalista, com o mínimo de elementos visuais possíveis e todos voltados para um objetivo: convencer o lead a preencher seus dados. 

Utilize uma paleta de cores agradável e tente criar um layout que não distraia os leads do foco principal. Se você não tem conhecimentos em design, é recomendável contratar um profissional.

4. Elementos visuais

Tente colocar imagens originais e chamativas do seu produto ou serviço ofertado. Mas evite usar imagens de terceiros para a página não perder autenticidade.

Os botões de call to action também precisam ser estrategicamente posicionados, de forma que a atenção do lead seja voltada a eles.

5. CTAs

As CTAs (Call To Actions) são frases ou palavras colocadas em pontos estratégicos a fim de convencer alguém a realizar uma ação. Utilize sempre CTAs que fazem com que o visitante sinta que ele tem o poder de decisão, como “Eu quero receber o conteúdo”.

6. Conteúdo

Se você quiser vender muito, suas ofertas de conteúdo gratuito e pago precisam agregar muito valor à audiência.

Por isso, produza materiais sobre assuntos que você domina e, se possível, contrate profissionais freelancers para ajudar na produção.

Podem ser editores de vídeo, redatores ou designers, dependendo dos materiais que você está oferecendo.

7. Texto da landing page

Os textos precisam ter a capacidade de convencer o possível cliente. Para isso, é necessário ter um certo conhecimento em copywriting e storytelling para conseguir chamar a atenção do seu público-alvo.

Explique detalhadamente todas as informações do seu material, mas também de maneira sucinta para não afastar os leitores com textos muito longos.

 

Qual o tamanho certo para uma landing page?

close nos braços de uma pessoa editando landing page em um notebook

De modo geral, podemos afirmar que o tamanho ideal para uma landing page depende muito do seu tipo de negócio e o que você está ofertando.

Existem casos de sucesso onde uma landing page mais longa obteve mais resultado que uma curta e vice-versa. Desse modo, vale a pena aplicar um teste A/B, criando uma versão mais curta e outra mais longa; alterar elementos visuais e textos específicos, e assim, analisar qual obteve um rendimento maior.

Contudo, é sempre bom lembrar que quanto mais objetiva for a explicação de sua oferta, existem mais chances das pessoas prenderem a atenção na página e entenderem melhor.

 

Como criar uma landing page que converte?

1. Crie uma persona

Ao ter uma persona definida para seu negócio, fica muito mais fácil entender como o seu público se comporta, qual é o problema dele e qual a melhor forma de apresentar a solução.

Consequentemente, com uma persona definida, você vai saber exatamente o tipo de CTA e copy que atrai o seu tipo de público.

2. Não coloque links de saída

 Quando você coloca links de saída para outras páginas, está induzindo o visitante a sair da página.

É primordial que o foco esteja totalmente voltado apenas à sua oferta e dispersar o seu público com links externos é um prato cheio para perder clientes futuros.

3. Foque no problema do seu futuro lead

 Ninguém gosta de perceber que possui um problema e não sabe como resolver. Identificar a dor do seu possível lead e expor isso na sua landing page, com certeza fará com que ele sinta-se instigado a saber qual será a solução proposta pela sua empresa. 

4. Adicione um vídeo 

 Um vídeo explicativo pode ser um ótimo complemento para a descrição de sua oferta, pois com esse formato de mídia, é possível mostrar como funciona o produto ou serviço que você está ofertando, por exemplo.

 

Como funciona o SEO para landing page?

 O SEO (Search Engine Optimization) ou, em português, otimização para motores de busca, pode deixar mais fácil de encontrar a sua página. Não adianta nada fazer a landing page de forma correta, mas ninguém chegar até ele, não é mesmo?

Ter um bom SEO significa ser visto no momento certo. Ou seja, na hora em que a pessoa tem um problema ou está buscando uma informação. 

Para a sua página ter bom SEO, é necessário incluir uma palavra-chave no conteúdo. Ela precisa levar em conta a etapa do funil de vendas e jornada de compra em que a pessoa se encontra naquele momento. 

Não use qualquer palavra-chave que seja muito genérica. Porque a competição pelos primeiros lugares do mecanismo de busca com esses termos é mais acirrada. Tente especificar a palavra-chave ao máximo e não deixe de oferecer artigos bem completos e didáticos.

Como acompanhar as métricas de uma landing page?

 É fundamental acompanhar os resultados orgânicos para saber em que aspectos está acertando e onde ainda existem erros de performance.

Existem 5 métricas principais as quais você deve sempre ficar atento:

1. Taxa de conversão

É analisando a taxa de conversão que você irá saber quantas conversões sua landing page está fazendo. A taxa de conversão é um cálculo de quantas pessoas realizaram uma determinada ação, como preenchimento dos dados, cliques nos botões de CTA, etc.

Confira semanalmente essa métrica, para saber o que deve ser ajustado para obter melhores resultados.

2. Taxa de rejeição

A taxa de rejeição mostra a porcentagem de pessoas que saíram sem qualquer tipo de interação.

Isso acontece porque seus textos podem estar confusos, a sua oferta não cumpre o que promete ou as pessoas que estão caindo na página não são o seu público-alvo. 

3. Taxa de saída

Diferente da taxa de rejeição, a taxa de saída analisa a porcentagem de pessoas que interagiram de alguma forma com a landing page, mas saíram da página depois.

Se a taxa de saída está muito alta, pode ser que ela não esteja muito bem estruturada e pouco compreensível. 

4. Taxa de cliques

Essa taxa calcula o número de cliques em cada um dos botões. Se a taxa de cliques estiver alta, significa que a landing page está intuitiva e fácil de entender.

Por isso, é importante saber como utilizar CTAs que chamem atenção, pois assim a sua taxa de cliques não vai diminuir.

5. Custo por lead

O custo por lead é uma métrica utilizada no tráfego pago que mede quanto você está investindo em cada lead convertido. É importante sempre estimar um valor dentro do seu orçamento que você pode gastar com as campanhas e acompanhar o número de vendas resultado delas.

 Se o custo por lead estiver dentro ou abaixo do que você estimou, está no caminho certo, mas se o valor estiver acima, é preciso mudar de estratégia.

 Agora que você entendeu a importância de aplicar uma landing page no seu negócio, provavelmente está querendo logo colocar tudo em prática e converter milhares de leads por mês, não é mesmo? 

Ahh, e me siga no meu Instagram @cristianpessoamkt e aproveite meus conteúdos por lá também! Tem sempre novidades e você pode se inspirar para crescer o seu Instagram e aumentar suas vendas!

Compartilhe o Aplicativo com os seus amigos para me ajudar a crescer cada vez mais e trazer conteúdos ainda melhores para você.

Quer saber como acelerar o seu negócio através da internet? CLIQUE AQUI e assista ao vídeo que transformou minha vida e me fez ter a liberdade de viajar quando eu quiser, ajudar os meus pais e principalmente, realizar meus sonhos!.

E-book Gratuito
Como Criar Seu Negócio Online do Zero! Passo a Passo.

 

Este livro digital já foi baixado por mais de 1 milhão de pessoas. É o ponto de partida de centenas de histórias de sucesso na internet.
 
Nele você aprende em detalhes o que funciona hoje para ter seu negócio online, mesmo que você seja iniciante e não tenha conhecimento nenhum. 
100% livre de spam.

Você Leia também: também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário




Seja o primeiro a comentar!

UM ROBÔ QUE FAZ VENDAS PARA VOCÊ ENQUANTO DORME

NÃO SAIA SEM VER ISSO OU VOCÊ VAI PERDER A MAIOR OPORTUNIDADE DA SUA VIDA!!

AGORA VOCÊ PODE ALAVANCAR AS SUAS VENDAS OU COMEÇAR UM NEGÓCIO DO ZERO NA INTERNET

ATRAVÉS DE UM ROBÔ DE VENDAS QUE JÁ ESTÁ PRONTO PARA USAR

MESMO QUE VOCÊ NÃO TENHA UM PRODUTO.